"É impossível viver só... Sorrindo"

sexta-feira, 12 de março de 2010

Encontros e Desencontros



Eu encontrei um homem. Me apaixonei por ele. Deixei-me apaixonar pela razão mais simples: não esperava nada.

Mesmo sabendo que logo ele será apenas uma lembrança. Mas não aguentava mais viver sem amor; estava no meu limite.

Não estou certa se voltarei a vê-lo e isso não faz a menor diferença.

Para mim é suficiente amá-lo, estar com ele no meu pensamento, e tentar colorir minha vida com seus passos, suas palavras e seu carinho.

Tudo o que vivi, todas as coisas pelas quais passei, outras pelas quais ele me fez passar, não serão nada comparadas às lembranças.

Queria muito fazer por ele o que ele fez por mim.

Pensei muito e descobri que nada é coincidência, tudo está escrito. Eu não estava lá por acaso; os encontros mais importantes foram combinados pelas almas, antes mesmo que os corpos se vejam.
E isso geralmente acontece quando chegamos no nosso limite; quando precisamos morrer e renascer emocionalmente. E esses encontros nos esperam- embora a maior parte do tempo evitamos que eles aconteçam.

Entretanto, se estamos desesperados, se não temos mais nada a perder, ou se nos entusiasmamos demais com a vida, o desconhecido se manifesta e muda o rumo do nosso universo.

Todos sabem amar. É um dom. Embora alguns já o pratiquem naturalmente bem, a maioria tem que aprender de novo, relembrar como se ama. E todos- sem exceção- precisam queimar na fogueira suas emoções passadas, reviver algumas alegrias e dores, quedas e recuperações.

Até conseguir enxergar o fio condutor que existe por trás de cada novo encontro.

Sim, existe um fio.

É uma pena que ele desconheça totalmente a sua importância em minha vida...

"Loucos são eles. Nós somos normais."

12 comentários:

  1. Bonito o texto. Lindo o blog.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto. Descreveu exatamente o que senti há lagum tempo atrás...hehehe
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Adorei esse texto seu. Ele fala o que muita gente tem dentro do coração.
    Vou seguir seu blog.
    Segue o meu também.
    meudialegal.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. bem, já dizia o poeta, fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho.

    ResponderExcluir
  5. agora nos homens falamos...loucas são elas,normais somos nos...e complicado...mas amar tem dessas coisas...so não podemos desistir de amar...

    ResponderExcluir
  6. Amar o amor.... É preciso todo um desapego a pessoa 'amada" e se prender somente aos sentimentos nobres que dela emanam.

    Sempre é mais simples amar o amor. Difícil é amar o objeto amado com seus defeitos e com a sua presença constante.

    ResponderExcluir
  7. Houve um tempo que acreditei no amor...finalmente acordei. Acredito na paixão! Amor só de sangue ou divino.
    No entanto, a figuração poética em que ele(o amor)é declamado se torna um sonho de consumo que na verdade é uma ficção-melodramática. Não existe! O que se tem é o companheirismo. Se você quer sofrer se apegue ou ame como dizem uns. Quem sabe num futuro distante eu consiga ver esta realidade com outros olhos...

    ResponderExcluir
  8. Que texto romântico! Gostei! Está inspirada em? X) Obrigado por comentar em meu blog! Grande abraço!

    http://neowellblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  9. Já pensou em reencontrar o seu amor? Quem sabe construir algo novo? Nunca desista do seu amor, até que ele um dia acabe.
    Lute por ele!

    http://saipralahh.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. "Se você quer sofrer se apegue ou ame como dizem uns", essa frase do JPR diz tudo... O dificil é quando vc não sabe se realmente foi amada, se tudo não passou de um sonho, pois tudo foi tão rápido, que nem deu tempo pra sentir o que foi sonho e o que foi realidade! Como diria Cazuza: "o nosso amor a gente inventa, pra se distrair e quando acaba a gente pensa, que ele nunca existiu!!!"

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pelo texto, mas não fique de mau com o mundo :o que o estraga é a humanidade - o mundo é sensacional.

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir

Tradutor